SP tem índice inferior de tentativa de fraude no e-commerce em comparação com média nacional

Maioria dessas transações fraudulentas é realizada com cartões de crédito clonados

Estudo realizado pela Konduto, sistema antifraude que barra fraudes na internet, apontou que o Estado de São Paulo registra 2,36% de tentativas de fraude no e-commerce. O índice está abaixo da média nacional, que em 2017 foi de 3,03%.

Os dados da Konduto levam em consideração mais de 20 milhões de transações processadas pela plataforma ao longo do primeiro semestre de 2018. A maioria dessas transações fraudulentas é realizada com cartões de crédito clonados, ameaçando e-commerces, empresas de meios de pagamento e instituições financeiras.

Entre os produtos mais visados por fraudadores fraudados estão os eletrônicos (smartphones, computadores), passagens rodoviárias e aéreas, roupas de luxo e artigos de grife, bebidas alcoólicas, carteiras virtuais e jogos on-line, entre outros.

As informações são referentes a tentativas de fraude, e não fraudes realizadas. A maioria destas tentativas é barrada por soluções antifraude antes mesmo da aprovação do pagamento junto às operadoras de cartão.

Estima-se que, com estas ferramentas de análise de risco, o e-commerce consiga evitar prejuízos superiores a R$ 2,5 bilhões ao longo de 2018. No ano passado, a Konduto conseguiu evitar quase R$ 1 bilhão em transações de origem criminosa.

 

SP tem índice inferior de tentativa de fraude no e-commerce em comparação com média nacional

Deixe uma resposta