A Governança Corporativa como base para o Crescimento das Startups.

Resultado de imagem para startup

 

Alguns empreendedores têm me perguntado como organizar uma Startup para que a mesma cresça de forma sustentável.

Quando decidimos criar um negócio, temos a tendência de imaginar que o simples fato de estar no mercado oferecendo os seus serviços e produtos já é o suficiente, porém isso é apenas uma ilusão.

Tomo como exemplo uma Startup que desenvolve soluções para mobilidade urbana no qual passei a mentorar depois que um dos seus fundadores me procurou desesperado, pois precisava enviar alguns documentos para um prospect no qual ele estava trabalhando, e olha que não era nada muito complexo, mas ao mesmo tempo indispensável, por isso a importância de ter um time com Competências complementares, mas sobre isso podemos falar em outra ocasião.

Outro dia um grande amigo que criou uma consultoria na área educacional me ligou pedindo um modelo de contrato e um modelo de proposta comercial, com isso me dei conta que estamos criando empresas sem o mínimo de Governança Corporativa, conforme fui me envolvendo com estas Mentorias acabei em alguns casos dando consultoria para desenvolver principalmente a cultura de Comunicação, Colaboração, Engajamento, Gestão do Conhecimento e políticas para pequenos e médios negócios.

Quando eu e meu sócio criamos algumas Startups, desde o início nos preocupamos muito com a Governança e os processos da empresa, mesmo sendo empresas jovens já havíamos na época iniciado a criação do nosso código de conduta, os nossos princípios estratégicos e processos, e indo mais longe, toda a documentação comercial, de projetos, termos de compromissos e por ai vai, o conjunto de tudo isso constitui parte da nossa Governança Corporativa, e faz parte do que chamamos hoje de Ambiente Estratégico de Alta Performance.

No primeiro ano já estávamos também criando o nosso planejamento estratégico, o que acho um dos pontos mais importantes e indispensáveis para o crescimento de qualquer empresa.

Bom, voltando no ponto, quando falamos de Governança Corporativa muitos pensam que é algo complexo de implementar, isso nada mais é do que organizar a casa desde a sua fundação, observo empresas que cresceram sem nada disso, e hoje vivem apagando incêndio, pois pecam em não possuírem estes processos que orientam e agilizam o negócio, sem isso, acreditem, a Comunicação passa a ser o principal problema para qualquer gestão, e passa ser um grande desafio em dar não só alguns, mas muitos passos para trás para colocar as coisas nos trilhos.

Há pouco tempo realizamos uma pesquisa para nos ajudar na validação de algumas soluções, dentre elas uma ferramenta de Colaboração, Aprendizagem e Comunicação, a solução de Comunicação ficou entre as primeiras, pois a pergunta foi: o quanto estas soluções seriam importantes para o negócio no qual as pessoas faziam parte, quero dizer com isso que se a sua empresa não tem o mínimo de organização a Comunicação passa a ser o seu principal problema, e impedirá o seu crescimento, impactando na entrega ao cliente e gerando estresse e descontentamento entre os colaboradores.

Abaixo seguem algumas dicas que irão ajudar você na criação da sua Governança Corporativa, e acredite, esta organização levará você a ter vários Insights e também a reavaliar muitas coisas que irão lhe dar mais clareza na gestão como um todo.

A primeira dica é desenhar os seus processos, por mais simples que eles sejam, isso também irá ajudar a mostrar se o seu negócio é ágil ou engessado.

A segunda dica é criar o seu primeiro código de conduta, a primeira versão pode ser mais simples, depois você pode ir criando versões mais detalhadas, isso irá orientar todas as pessoas que fazem parte do negócio a seguirem e acreditarem nos seus valores, o código de conduta deixa muito claro para todos quais são os valores da empresa, quais são as preocupações dos seus fundadores com o negócio, sociedade e principalmente com as pessoas que estão engajadas no sucesso e prosperidade da sua Startup.

Outra dica que eu acredito ser simples, mas muito importante é a criação de políticas, elas são a base para a criação de processos e reforçam as regras da empresa.

Abaixo algumas políticas básicas:

– Política de compras

– Política de viagens

– Políticas de reembolso

– Política de fornecedores

– Política comercial

Na nossa Startup ainda criamos as políticas de comunicação, gestão de riscos, de T.I, de terceiros, de RH, dentre outras.

Uma das coisas que mais nos ajudaram na orientação estratégica dos nossos negócios foram nossos princípios, razões que se tornaram a base do nosso propósito, estes princípios hoje dentro da empresa chamamos de Princípios Estratégicos, eles nos ajudam muito no fortalecimento do negócio como um todo e no engajamento de todos que estão ao nosso lado, alguns princípios são comuns a outros negócios, porém criamos alguns específicos que acreditamos serem um diferencial para nossos times, parceiros, clientes e sociedade.

Abaixo alguns de nossos Princípios:

– Princípios da criatividade

– Princípios da aprendizagem

– Princípios da colaboração

– Princípios da inovação

– Princípios da gestão de pessoas

– Princípios da liderança

– Princípios da comunicação

Também criamos alguns princípios talvez não tão comuns, mas que acreditamos tornar o negócio muito mais próspero:

– Princípios do compliance e da governança corporativa

– Princípios da sugestão de ideias

– Princípios da diversidade de pensamentos

– Princípios da Unicidade (ser único, mas não melhor que o próximo).

Quando você desenvolver tudo isso você terá principalmente transparência e o compliance do seu negócio, mas acima de tudo você irá incentivar diretamente a Inovação.

Isso é parte de uma Governança Corporativa.
Bom, e para gerir tudo isso, claro precisávamos de uma ferramenta no qual conseguimos disseminar e medir a aplicação da Governança Corporativa, e conseguimos com bastante êxito, inclusive medir o Pulse de engajamento e eficiência de todos na Startup.

Dentro da Solução criamos Grupos de Trabalho, de Colaboração, Comunicação e Aprendizagem que permitem gerenciar todo este universo de informações, não queremos que boas Ideias se percam, que a Colaboração seja aplicada para grupos fechados, que a Aprendizagem seja de um único indivíduo e que a Comunicação seja o principal problema de impacto no ambiente no qual fazemos parte.

Muitos podem ler isso tudo e pensarem, nossa que maluquice, porém queríamos uma empresa mais humana, com a ideia de não fazer para o indivíduo, e sim sempre com ele.

Claro não é fácil aplicar tudo isso, no dia a dia é um grande desafio, mas desafios estão ai para serem aceitos e desmistificados.

Mas lembre-se, se tudo ficar apenas no papel, tudo vai por água abaixo!

Quero aproveitar e deixar aqui um vídeo que fizemos para inspirar você!

https://www.youtube.com/channel/UCHVxBJLEe54Yt7bifS4dVPg

 

Digiqole ad

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: