50

A Service Line Enterprise Risk Management (ERM) consiste em um processo de implantação de uma política, de um plano e de uma cultura de gestão de riscos baseada no desenvolvimento de multiplicadores (focal points) e no emprego de ferramentas e modelos pré-formatados a fim de se reduzir riscos e custos durante a sua implantação.
Este produto possui como suas principais características os itens abaixo:

• Investimento sustentável: a melhoria da gestão de risco reduz o potencial de perdas (redução da volatilidade) da organização

• Voltado para a transferência de conhecimento: Baseia-se no desenvolvimento dos profissionais da própria empresa

• Alinhamento com as melhores práticas do mercado: COSO, COSO ERM, ISO 31000, ISO 28000, ISO 27000, OSHAS 18000, ISO 14000, etc.

• Foco na redução da taxa de sinistralidade: a melhoria das condições de Gestão de Riscos possibilita a diminuição da sinistralidade e a melhoria nas condições de aceitação dos riscos

• Geração de agenda contínua: faz com que o tema Gestão de Riscos passe a fazer parte do cotidiano da organização
O projeto de implantação de Enterprise Risk Management possui fases bem distintas e atividades claras.

51
A metodologia busca equilibrar o nível de risco com a efetividade dos sistemas de proteção, para tal identifica e mensura o risco, identifica as vulnerabilidades dos sistemas/mecanismos de proteção e define medidas de mitigação e controles claras.

53
A ferramenta permite analisar cenários futuros de riscos baseado na melhoria dos mecanismos de proteção/controles, ou seja, permite comparar o nível de risco atual com o nível de risco futuro (residual) após serem implantadas as medidas de mitigação definidas nas fichas de riscos.
52

O exclusivo sistema de check lists paramétricos e modelagem matemática dinâmica proporciona maior consistência no processo de avaliação do risco e da efetividade dos sistemas de proteção.

54

O resultado da criteriosa auditoria de riscos nos sistema/mecanismos de proteção/controle fornece o índice e um heat map, permitindo ao gestor ter total visibilidade dos pontos de vulnerabilidades em seus sistemas/mecanismos de proteção.

55

A ficha de risco é uma ferramenta robusta e eficaz que fornece um overview dos efeitos da concretização de determinado risco, fornece uma análise criteriosa das suas causas e origens, mostra os processos críticos envolvidos e define ações claras e precisas para a mitigação dos mesmos.

56

A implantação das medidas de mitigação e controle dos riscos gera uma diminuição das perdas potenciais, podendo ser mensuradas de forma objetiva.

57

A Metodologia Análise de Risco Parametrizada 2.0 possui entregas bastante claras que aumentam o grau de “imunidade” da organização aos mais variados tipos de riscos.

58