Ibovespa recua em ajuste com noticiário corporativo menos movimentado

© Reuters. .

SÃO PAULO (Reuters) – O principal índice acionário da bolsa paulista fechou em baixa nesta segunda-feira, em movimento de ajuste após subir mais de 2 por cento na sexta-feira, em um dia marcado por um noticiário corporativo mais tranquilo e com investidores ainda atentos aos desdobramentos do cenário eleitoral.

Ibovespa fechou em queda de 0,47 por cento, a 81.050,76 pontos, após subir 2,26 por cento na sexta-feira, guiado principalmente pala alta de Petrobras e expectativas relacionadas à cena política.

O giro financeiro nesta sessão somou 7,49 bilhões de reais, abaixo da média diária para o ano até sexta-feira, de 11,5 bilhões de reais.

Localmente, as atenções seguem voltadas ao cenário político. No fim de semana, PSDB, PT, PDT, MDB, Rede e Podemos estiveram entre os partidos que anunciaram os seus participantes da corrida eleitoral, sendo que o PT manteve alguma incerteza, pois anunciou como candidato o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Agora essa corrida eleitoral está realmente começando. Em breve teremos os debates e aí poderemos ter mais clareza sobre os candidatos e quais dariam continuidade à agenda de reformas”, disse o gerente de renda variável da H.Commcor Ari Santos.

Nos próximos dias, o foco deve se voltar ao noticiário corporativo, com divulgação de uma série de resultados ao longo da semana. Além disso, o exterior também segue no radar, com investidores de olho em novidades em torno da guerra comercial entre Estados Unidos e China.

DESTAQUES

– BB SEGURIDADE ON (SA:BBSE3) caiu 1,57 por cento, após a companhia que reúne as participações do Banco do Brasil (SA:BBAS3) em seguros e previdência divulgar queda no lucro líquido ajustado do segundo trimestre para 909,966 milhões de reais e cortar as previsões para o lucro no ano, enquanto divulgou distribuição de dividendos de 80 por cento de seu resultado.

– ITAÚ UNIBANCO PN (SA:ITUB4) caiu 0,73 por cento, ajudando a tirar força o índice devido ao peso em sua composição. BRADESCO PN (SA:BBDC4), também de grande relevância na composição do Ibovespa, cedeu 0,69 por cento.

– CIELO ON (SA:CIEL3) perdeu 4,02 por cento, fechando em baixa em 10 dos últimos 11 pregões, período em que acumulou queda superior a 19 por cento.

– RD (SA:RADL3) recuou 1,09 por cento. Analistas do Itaú BBA revisaram para baixo estimativas para a rede de farmácias em 2018 e 2019, incluindo preço-alvo, que passou para 78 reais ao final de 2019 contra 85 reais ao término de 2018.

– MAGAZINE LUIZA ON (SA:MGLU3) subiu 0,76 por cento antes da divulgação de seu resultado referente ao segundo trimestre, esperado para esta segunda-feira.

– PETROBRAS ON (SA:PETR3) subiu 0,34 por cento, perdendo fôlego perto do fim do pregão após subir 1,81 por cento na máxima da sessão, enquanto PETROBRAS PN (SA:PETR4) recuou 0,33 por cento, em sessão positiva para os preços do petróleo no mercado internacional.

– VALE ON (SA:VALE3) reverteu os ganhos vistos mais cedo e fechou em baixa de 0,29 por cento, em sessão de alta para os contratos futuros do minério de ferro na China, mas com a manutenção das incertezas sobre a disputa comercial EUA-China.

– SMILES ON (SA:SMLS3) fechou em alta de 1,8 por cento. A equipe do BTG Pactual (SA:BPAC11) reiterou a recomendação de compra para as ações da empresa, destacando, entre outros pontos, as margens saudáveis da companhia.

(Por Flavia Bohone, reportagem adicional de Paula Arend Laier)

https://br.investing.com/news/stock-market-news/ibovespa-recua-em-ajuste-com-noticiario-corporativo-menos-movimentado-599559

Digiqole ad

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: