Justiça aceita denúncia contra investigados em fraude de licitação do lixo

A Vara Criminal de Laranjeiras do Sul, no Centro-Sul do Paraná, aceitou a denúncia do Ministério Público do Paraná (MPPR) contra 19 pessoas envolvidas em organização criminosa investigada no âmbito da Operação Container nesta sexta-feira (10). Todos são acusados de fraudar licitações de coleta e destinação do lixo em diversas cidades paranaenses.

Além de aceitar a denúncia, a Justiça reconheceu os argumentos do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e do Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria) e tornou público os documentos da investigação. De acordo com o Gaeco, “inexiste direito à intimidade de cometer crimes”,

Investigação

De acordo com o MP, treze empresários ligados a dois grupos econômicos, cinco funcionários de um desses grupos, um ex-estagiário e um servidor do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) foram denunciados por integrarem a organização criminosa. Ao oferecer a denúncia, o Ministério Público requereu a manutenção das prisões preventivas e que o servidor do IAP seja afastado do cargo e proibido de frequentar qualquer das sedes do Instituto.

As investigações continuam para apurar a prática dos crimes de cartel, fraude à licitação, corrupção ativa e passiva e crimes contra o meio ambiente no âmbito de licitações municipais para contratação do serviço de destinação de resíduos sólidos pelos integrantes da organização criminosa denunciada.

Justiça aceita denúncia contra investigados em fraude de licitação do lixo

Digiqole ad

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: